Clichês midiáticos

Homem querendo matar mulher.
Irmão querendo comer irmã.
Frei querendo ser prefeito.
Juiz de direito querendo ser ladrão
e levar o dinheiro do cidadão pela contra-mão.

O jovem do meio popular quer ser renovação.
Tem vestibulando comprando prova de medicina
por 15 mil e passar na seleção.
O diabo está se passando por Jesus
e os ladrões querendo ser marajá.

Homem querendo ser mulher
e dar o rabo a quem quiser;
mulher querendo ser homem e…
Avó querendo ser mãe do neto
pra sua filha continuar dando!

O namoro de agora,
não é mais abraço,
o negócio é namorar pelado.
Tudo é um grande bagaço.

Tem mulher que vai,
faz e depois bota pra fora.
Achando pouco, culpa a igreja
de não concordar com aquela forra.

Nessa hora, burro vira gente
e gente vira burro.
Tem homem botando botox, mulher silicone.
No queixo, na bunda, nos peitos.
Homem que parece um trator,
mulher que parece uma vara pau.
Pensam em ficar com cara mingau,
mas ficam com a cara de curral.

Para a mídia, todas que tem bundas grandes
são estrelas: Tchan, fanqueira e frutas.
Mas, estrelas da bunda ou a bunda das estrelas?

A Mulher brasileira está travestida
de uma vida AMERICANAlhada.

Tudo vira festa, ou será que a festa vira tudo?
Hoje é festa no meu APÊ, vamos mandar ver.
Sexo, droga e rock-roll até o dia amanhecer.

Êta lelê, vamos botar pra tremer,
deixando os bestas da igreja e da justiça
só imaginando como vai ser.

Hoje, ninguém é de ninguém.
Todos se comem
e ainda acham que está tudo bem.
Basta passar cerol na mão. Assim! Assim!
Que eu pego você pra mim.

Vejo, que enquanto muitos
gritam democracia,
o que se acha é rebeldia.
Outros querem justiça,
mas encontram apenas covardia.
Uma outra parte,
apenas quer moradia,
mas encontram mort’andia.
Quando achamos que as coisas podem ficar bem
vem gaiatos vomitando fajutas igualdades, democracias.

Parece que em nossa vida tudo é PIZZA! PIZZA?
Mas pizza num é gostoso? Um coletivo desejo?
Há! já sei, é justamente por ser muito gostoso, desejado
e por ter muitos pedaços
que todos querem comer, meter o dedo.

O pior é que
muitos só querem comer,
se lambuzar, impor e corromper.
Mas por quê?

Perece que a grande vontade
é instaurar a desordem social

Mário Gaudêncio (09 jan. 2004).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s