Tragicomédia

A partir do sopro de Apolo,
a bravura de Aquiles,
o poder de Zeus,
do afeto promovido por Vênus
e o temperamento de Poseidon
amadurece dentro de cada um
a incerteza do ser…
reto e previsível que proporciona
o renascimento diário
da força do fênix
com a confirmação
de um fim individual,
certo e bem definido,
curto ou comprido
para um posterior espaço
de renovação ou transmutação
do corpo e do cosmos
onde inicia-se uma nova batalha:
a tragicomédia da vida público-privada.

Mário Gaudêncio (25 de maio de 2007).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s