É preciso lutar

por Mário Gaudêncio
Doutorando em Ciência da Informação (UFPB). Bibliotecário (UFERSA).

“Quando se deram conta do erro egocêntrico, não havia mais tempo! Já era tarde”.

Se começarmos a refletir o cenário nacional de “corações abertos”, chegaremos à conclusão que a maioria da população está navegando no mesmo barco.

O problema é que estamos remando para direções opostas. Isso faz com que fiquemos propícios a morrer afogados, pois, quando a grande “onda” vier, ela irá esmagar todos com a sua força, não haverá justiça, tão pouco piedade. Dificilmente haverá sobreviventes, simplesmente porque todos que estão no barco não conversaram, não encontraram uma saída coletiva, não se uniram por algo que, no final das contas seria interesse de todos. Seria o momento oportuno para pensar algo que favorecesse todos. Mas, ao contrário disso, cada grupo, reunido por afinidade, no mesmo barco, decidiu navegar pelo caminho que mais lhe agradava. Quando se deram conta do erro egocêntrico, não havia mais tempo! Já era tarde.

Mesmo assim, continuo pensando que a união transforma, a união liberta, inclusive das mais diversas formas de opressão.‬

“A união transforma, a união liberta, inclusive das mais diversas formas de opressão”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s